Baladingraphic Baladin
​Cervejaria: Birrificio Baladin Societá Semplice Agricola | Piozzo, Cuneo - Itália (1996)

Uma cervejaria agrícola

A cervejaria Baladin foi originalmente criada em 1996 como um Brew Pub (bar com produção própria de cervejas) em Piozzo – uma pequena aldeia na região de Langhe, na província de Cuneo, na Itália, pelo seu fundador e mestre cervejeiro Teo Musso. O primeiro sistema de fabricação de cervejas, foi produzida pelo próprio Teo na Bélgica, com a ajuda de seu amigo Jean-Luis Dits da Brasserie a Vapeur (Pipaix – Bélgica) e ficava localizada em um estreito porão ao lado do bar. Foi construído com tanques de leite antigos e inicialmente, a Baladin só fazia algumas poucas cervejas, que somente eram servidas, na torneira dos tanques.

No entanto, apenas um ano após a abertura da cervejaria, Teo começou a pensar em garrafas e novas receitas, que, atualmente, já são mais de 30. O objetivo estava claro: fazer cervejas com uma personalidade forte – tanto em termos de sabor e com de imagem – e que se distinguissem na gastronomia, da Itália e do mundo.

Para encurtar a longa história da Baladin, alguns anos após a sua criação, a adega para a fermentação do mosto (ou seja, a sala onde os fermentadores estão localizados) teve que ser ampliado após o primeiro sucesso comercial. Como ele não podia mover toda sua instalação, sem comprometer a identidade da cervejaria recém-nascida, Teo decidiu converter um antigo galinheiro de propriedade de seus pais. Para transportar o mosto, ele construiu um “duto de cerveja” de 300 m de comprimento, subterrâneo e que ligava a cervejaria ao porão.

Anos mais tarde, todo o sistema de infusão também foi transferido para o “galinheiro”. Sua capacidade de produção aumentou de 500 litros iniciais para 1.000 litros. Logo depois, o sucesso alcançado por Baladin, fez necessário uma ampliação ainda maior para alcançar o preparo de 2.500 litros (a propósito, cada sistema sempre foi construído de acordo com as especificações do Teo, que não quer perder seu o hábito de “engenharia artesanal” – DIY = Do it your self – e que teve de adaptar todo o equipamento às necessidades de uma cervejaria artesanal, algo bastante inovador na Itália na época …). Mesmo o “galinheiro” tornou-se muito pequeno. Mas uma boa oportunidade surgiu quanto uma antiga fábrica de 2.600 m2 ao pé da colina Piozzo, na aldeia vizinha de Farigliano, tornou-se disponível. A idéia era evitar a construção a partir do zero e sim renovar as instalações disponíveis sem destruir mais áreas verdes.

Em janeiro de 2012, ali formou-se a fazenda e fábrica Baladin, com a intenção de tornar-se responsável por todo o ciclo de produção das suas cervejas, a começar, naturalmente, da terra e os ingredientes necessários para fazê-las. O objetivo final é suportar todo o ciclo, produzindo riqueza e valores éticos ao mesmo tempo. O malte de cevada vem dos campos em Basilicata, enquanto parte do lúpulo vem de uma plantação experimental no Piemonte, gerido em cooperação com a Faculdade de Ciências Agrárias em Cussanio.


As cervejas